0

A Lista

A Lista
Título Original : One Hundred Names
Cecelia Ahern
Editora Novo Conceito

"- É bem pequenininho. Eu não fui procurar propositadamente, apenas me deparei com ele e, sabendo de tudo o que passou nos últimos tempos, me lembrei de você na mesma hora. - Ela pegou uma sacola pequena e retirou dela um vasinho de planta. O presente não fez o menor sentido para Kitty, até ela ler a etiqueta que havia ao lado.
- Semeie a sua própria sorte. - Kitty leu em voz alta e começou a rir. O vasinho estava cheio de terra e havia um saquinho com sementes de trevo-de-quatro-folhas grudado nele.
Eva sorriu.
- Espero que funcione.
- Eu também "


Katherine Logan, ou Kitty era o real sinônimo de catástrofe. Ao se empolgar demais com uma matéria de um programa de tv e não checar devidamente as fontes, Kitty acaba com a vida de um professor. Ela é processada, humilhada, ridicularizada pela mídia e por seus familiares. Ela perde o namorado, tem sua casa vandalizada diversas vezes e ainda por cima vê a melhor amiga e mentora perder a luta contra o câncer.
E todos esses itens não eram nada se comparados a falta de confiança em si própria que a domina nos dias da revista Etcetera. A revista era de Constance e Bob e uma vez que Constance já não estava mais entre eles, entrar na redação era muito doloroso. Mas, Kitty havia recebido uma lista de cem nomes da própria Constance como sugestão de matéria e essa era a última chance de recuperar a sua credibilidade.
O problema era que Kitty não conseguiu voltar ao hospital para saber mais detalhes e cem nomes era muito vago para se transformar em uma matéria da edição comemorativa para Constance.

Mesmo sem ter a certeza de onde aquilo tudo ia dar, Kitty começa a tarefa de localizar, entrevistar e principalmente, tentar descobrir um ponto comum entre essas pessoas. Com sua atual reputação e a sombra do fracasso pairando no ar, Kitty oscila entre desistir e continuar. Mesmo porque essa matéria não tinha verba e talvez devido ao escândalo noticiado na tv e nos jornais, ela nem pudesse assinar a mesma. Ela só podia contar com o amigo Steve e levando em consideração que a relação deles estava totalmente instável, sua esperança era pequena.
E para desespero geral, ela se envolve com as pessoas que consegue localizar, vai fundo e não descobre conexão alguma entre eles. Mas a lógica de Constance era algo nada trivial e quando Kitty admite isso, ela percebe que todo mundo tem sempre uma grande história para contar.

O prazo estava esgotado, mas Kitty além de ter que escrever uma matéria, tinha uma missão com aquelas pessoas. Algo grandioso precisava sair dali. Afinal, Constance merecia, Kitty merecia e todas aquelas pessoas também mereciam.

Cecelia Ahern sempre surpreende, mas A Lista é uma história incrivelmente diferente. Kitty dá voz aquelas pessoas em meio ao caos e através disso, ela se descobre mais forte, mais humana e mais verdadeira. Características que existiam após a faculdade e que haviam se perdido durante os anos de trabalho. Um livro sobre a vida e segundas chances.

O livro em uma palavra : esperança

Como quem lê faz seu filme Kitty é a visão de tudo que mais odiamos em repórteres. Um urubu que age sem pena e não pensa nas consequências que uma matéria pode causar. Quem mais ameaçaria denunciar o dono da kitnet para obter desconto no aluguel ?
Mas a vida foi tão cruel com ela que ela chega depois do " fundo do poço " e isso comove o leitor. Kitty revê seus conceitos através da sinceridade ácida de Steve e o que vemos é o amadurecimento da personagem. Ela resgata todos os valores que se perderam desde a sua entrada no jornalismo e a verdadeira razão de ter escolhido essa profissão vem à tona.
Um livro que certamente nos tira da zona de conforto.

Eu gostei muito do livro e Cecelia Ahern é sempre uma boa experiência literária !


Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO