0

O Voo da Libélula

O Voo da Libélula
Título Original : Un Avion Sans Elle
Michel Bussi
Editora Arqueiro

" O que houve, por acaso o senhor é surdo ? Estou dizendo, sou igual a um camaleão. Tenho várias peles. Que nem os monstros daquele seriado V, que parecem humanos, mas por baixo da pele são nojentos. Principalmente a chefona, a garota, um réptil gosmento na pele de uma supergata. Sou igual a ela, igual a esses camaleões que comem camundongos vivos. Entendeu agora o que estou dizendo ?
- Ahn, não muito. Sabe, eu e esses seriados de ... Sou professor do ...
Um puxão na gravata o interrompeu na hora.
- Vou lhe dizer mais uma coisa, gravata, uma coisa ainda pior. Não estou sozinha: somos duas dentro desta segunda pele. Duas no mesmo corpo, você acredita ?  "

Um trágico acidente de avião onde apenas um bebê sobrevive coloca duas famílias em questão.
De um lado os Vitral que com seu espírito idealista e seu carro adaptado para lanches criou os filhos na base de trabalho muito duro. A vida já havia lhes roubado um filho e agora o acidente de avião levara o outro, a nora e talvez a bebezinha.
Do outro lado, temos os Carville e toda a sua riqueza e pompa. O acidente com o avião levara o filho único e herdeiro do império da família, a nora e talvez a bebezinha.

Hoje seria simples resolver a questão da família da bebê sobrevivente, mas tudo isso aconteceu em 1980. Uma época que exames de DNA ainda eram utopia.
A polícia montou uma equipe digna de cinema para cubrir todas as hipóteses sobre o parentesco da sobrevivente. As famílias pressionavam. A mídia pressionava. O poder dos Carville pressionava.
Aquela milagrosa sobrevivente pertencia a qual família ?
De qualquer forma alguém sairia perdendo. Alguém perderia uma neta.
Quem era a sobrevivente ? Émilie Vitral ou Lyse-Rose Carville ?

A Libélula ou Lylie, como foi carinhosamente apelidada pela mídia, foi enfim, entregue a uma família. A outra família após lutar bravamente com os recursos disponíveis contratou um famoso detetive chamado Crédule Grand Duque para investigar tudo que a polícia havia deixado passar. O contrato era de 18 anos e assim, Grand Duque além de receber um pomposo salário, seguiu todas as pistas possíveis e todos os anos fazia uma verdadeira peregrinação ao Monte Térrible, local do tenebroso acidente. Pistas que se mostravam cada vez mais sem fundamento e que no final se mostraram tão óbvias que todos os envolvidos deixaram passar.

Lylie cresceu em uma vida simples ao lado de seu irmão Marc. Só que os dois sentiam desde de pequenos, muito mais do que "amor de irmão". Eles eram inseparáveis, cúmplices e a atração era inegável desde a adolescência.
Na outra família, temos Malvina a menina revoltada que se recusava crescer porque não aceitava a perda da irmã.

Uma história contada a partir de um crime e em retrocesso onde os fins deveriam justificar os meios.
Duas famílias afetadas definitivamente pela decisão de um juiz.
Uma bebê fadada a cometer incesto ?
Um detetive que oscila entre a verdade e o dinheiro.

Michel Bussi leva o leitor de um oposto ao outro. Mil teorias conspiratórias se formam nas mentes ávidas pela verdade. E no final, aquele sentimento : Como não pensei nisso antes ?
Um livro que faz pensar e nos prende na busca incansável pela verdade envolvida em um terrível acidente de avião.

O livro em uma palavra : eletrizante

Como quem lê faz seu filme, essa foi a minha estréia no universo de Michel Bussi. Confesso que eu me encantei por sua escrita nada óbvia desse francês e seu jeito especial de levar o leitor ao engano.
Adoro livros que nos fazem pensar, nos prendem e pedem mil teorias rsrs O Voo da Libélula é exatamente assim !
Lylie e Marc sofrem muito por abafar tudo o que sentem. E depois quando aquilo enfim aflora, a culpa os deixa em pânico. Eles eram parecidos fisicamente, haviam sido criados como irmãos, mas Lylie destoava em beleza, inteligência e aptidão para a música. Além disso, algo gritava dentro dela dizendo que ela não fazia parte daquela família.
Por outro lado, o autor descreve com riqueza de detalhes o lado negro de cada família. O desespero, a raiva e o luto focado para a vingança.
Se você adora um romance policial intenso e inteligente, esse é o seu livro !

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO