0

Um Mais Um

Um Mais Um
Título Original : The One Plus One
Jojo Moyes
Editora Intrínseca

" As coisas que abateriam a maioria das pessoas pareciam não afetá-la. Ou, se ela caísse, logo se levantava. Se tornasse a cair, colava um sorriso no rosto, sacudia a poeira e seguia em frente. Ele nunca conseguiu entender se aquilo era a coisa mais heróica ou a mais idiota que já vira.
E aí ele ficou parado no meio-fio em frente a uma casa de alto padrão, de quatro quartos, perto de Carlisle, e observou essa mesma garota ver tudo em que ela acreditavva lhe ser tirado até não sobrar nada, a não ser o fantasma que estava sentado no banco do carona do carro dele olhando o nada pelo para-brisa. Dava para ouvir o otimismo dela se esvaindo. E o coração de Ed se partiu. "

Jess Thomas vivia com muita dificuldade. Trabalhava como faxineira durante o dia e em um pub durante a noite. O dinheiro mal dava para a comida, mas ela jamais desistiria de sua filha Tanzie e de Nicky que era filho de seu ex que já era seu de coração. Os três eram uma família, se amavam e toleravam a situação cada um a sua maneira. Tanzie, mergulhava na matemática e Nicky nos videogames e no jeito estranho de se vestir e pintar o rosto. Ainda havia Norman, o cão enorme que seduziu a todos com a sua cara de coitado.
Jess fazia tudo o que podia pelos filhos. Abandonada pelo ex imprestável, era ela a única responsável por gerir e manter aquela casa. Ela fazia as roupas da filha e não entendia como aquele prodígio de menina poderia ter nascido dela. Mas uma sequência desastrosa de eventos os colocaram no carro do Sr. Nicholls, um dos clientes de faxina de Jess a caminho de uma olimpíada de matemática na Escócia.

Ed Nicholls é um daqueles nerds de tecnologia que ganharam muito dinheiro em pouco tempo e não tinham maturidade para lidar com tudo aquilo. Ed viu sua empresa ser dominada pelos engravatados e todo aquele glamour nerd acabou se perdendo na interminável burocracia. Mas a sua ruína foi meter os pés pelas mãos para se livrar de uma mulher neurótica. Ele não pensou e esse detalhe o fez perder muito dinheiro, a reputação e a liberdade. E para completar, o seu pai estava morrendo. Naquele momento Ed era um completo desastre e dar uma carona para a sua faxineira, os filhos e aquilo que eles chamavam de cachorro, poderia ser uma boa ação que o faria esquecer dos próprios problemas.

Jess achava o Sr. Nicholls detestável. Ed Nicholls estava se perguntando se aquela havia sido uma boa idéia. 

Entre os vômitos e equações da Tanzie e os gazes do cachorro, a viagem estava mudando o comportamento de ambos. Jess já não odeia Ed Nicholls tanto assim e estranhamente dentro daquele carro chique agora com traços das crianças e do cachorro, todos encontravam algum consolo. 

É inacreditável como uma viagem de quatro dias toda conturbada pode colocar para fora tudo que há de bom e tudo que há de ruim também. Ed, sentia uma sensação muito forte de proteção em relação aquela família. De uma maneira muito transformadora, ele se viu contagiado pelo otimismo de Jess, pela inocência de Tanzie, pelo bullying sofrido por Nicky e até mesmo pela cara de coitado do Norman. Jess havia feito um excelente trabalho sozinha, trabalhando até a beira da exaustão. E isso tudo o fez olhar para ela com outros olhos.

Uma família caótica, um geek esquisito e um cachorro enorme. O amor nasceu em meio ao caos como só a Jojo Moyes sabe fazer. Um casal totalmente improvável que é surpreendido por um sentimento lindo que envolve a todos.

O livro em uma palavra : envolvente

Como quem lê faz seu filme, eu tinha certeza que Ed Nicholls havia tomado mais uma decisão errada quando resolveu dar carona para aquela família, mas foi incrível como a minha opinião mudou e como eu também fiquei triste quando chegaram ao destino. Eu torcia por eles, me apaixonava cada vez mais por Norman e achava que Ed Nicholls era o último homem descente da face da terra ( depois dos meus filhos e marido, é claro rsrs). 
Ed, foi cavalheiro, foi carinhoso, paciente e muito engraçado.

Jess, é a nossa heroína improvável. Com um senso de justiça um pouquinho distorcido pela dureza da vida, mas que amava os filhos acima de qualquer coisa. Ela é uma guerreira ! Uma guerreira que havia se preocupado tanto em cuidar da casa e dos filhos que havia esquecido completamente que ainda era uma mulher.
Gente, eu amo tramas que transformam pessoas ! E a Jojo transformou todas as pessoas envolvidas nesse livro. É lindo ver como tudo acontece ! Nem o molenga do Norman consegue ficar de fora e se transforma quando a vida de sua querida companheira corre risco.

Um livro sobre erros e acertos. Sobre dar a volta por cima quando quase tudo estava perdido. Sobre coragem, fé, otimismo e justiça, mas principalmente, sobre como pode faltar tudo em uma casa, mas nunca o amor.

Leiam !!!!


Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO