0

Sangue

Sangue
Título Original : Blood
K J Wignall
Editora Bertrand

As pessoas podem passar a vida inteira sem que consigam aprender coisas importantes sobre si mesmas. Portanto, não seja severo demais ao me julgar quando digo que tinha 500 anos quando entendi totalmente que meu único relacionamento duradouro seria com a perda - a única certeza em minha vida é que vou perder todas as pessoas, mais cedo ou mais tarde. "

O jovem Will era de um família de nobres e assim como seu pai, ele estava destinado a ser o Conde de Mércia.
Em 1256 para responder a um clamor popular, jovens bruxas foram injustamente acusadas e queimadas.
O destino não permitiu que Will fosse o próximo Conde e uma estranha doença tirou a sua vida. Só que quase um século depois, ele despertou. Preso em um corpo de adolescente, ele se questionou por muitos séculos sobre o que realmente aconteceu. Uma maldição, uma doença ou alguém que passou essa sina para ele. Porque ele não estava vivo e não estava morto. Tinha mais de quatrocentos anos e um corpo que não correspondia a essa idade, tinha uma força desproporcional, precisava de sangue e a solidão era a sua maior amiga.

Entre um período de hibernação e outro, Will tentou em vão acabar com sua existência. Mas em um outro despertar, ele em uma forte necessidade de sangue, recorre a um estranho morador de rua que mantinha um caderno e algumas profecias. Jex falava dele em seus cadernos, do mal e de um ser poderoso que está a sua procura. E assim Will conhece Eloise, uma jovem cujo destino está ligado com o seu de alguma forma. Juntos, eles vão tentar buscar respostas e vão lidar com os mais absurdos perigos. Mas, contrariando toda a lógica, os dois ainda vão ter que lidar com os próprios sentimentos.


O livro em uma palavra : sombrio

Como quem lê faz seu filme, o autor prometeu e não cumpriu. Não vemos grandes avanços na questão da suposta mordida de Will e nem no romance. O tema é interessante, tinha espaço para muita coisa, mas o desenrolar foi morno. Tudo foi jogado para o próximo volume da trilogia, o que deixa o leitor muito frustrado.
Eu gostei do Will, mas a narrativa arrastada dificultou bastante a leitura. 
Sempre vale ler e tirar as suas próprias conclusões, mas eu espero que os próximos volumes melhorem.

Mercian Trilogy
1. Blood (2011) - Sangue
2. Alchemy (2012)
3. Death (2013)

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO