0

Amigas Para Sempre - Kristin Hannah

Amigas Para Sempre
Título Original : Firefly Lane
Kristin Hannah
Editora Arqueiro

"Elas eram conhecidas como as meninas da Alameda dos Vaga-lumes. Isso foi muito tempo atrás – há mais de três décadas, para ser exata –, mas, agora, deitada na cama, escutando uma violenta tempestade de inverno do lado de fora, parece ter sido ontem. Na última semana (sem dúvida os piores sete dias de sua vida), ela havia perdido a capacidade de se afastar das lembranças. Ultimamente, muitas vezes voltava a ser 1974 em seus sonhos."

Tallulah Hart conheceu logo cedo o abandono da mãe. Ela foi recompensada com o amor da avó, mas o tempo todo nutria esperanças que a mãe um dia fosse amá-la como filha. A mãe agora chamava-se Nuvem e hilariamente vivia seus dias em meio a uma nuvem de drogas e álcool.
Ninguém nunca poderia dizer que ela não tentou. O fato era que todas as vezes Nuvem aprontava ou sumia. E em uma dessas tentativas, Tully conheceu Kathleen Mularkey e sua família deliciosamente barulhenta e normal. Tão diferentes como água e vinho, as duas ficaram amigas e viveram grandes aventuras.
Mais tarde elas se separaram e Tully foi morar com a avó longe da Alameda  dos Vaga-lumes. Nem a distância foi capaz de aplacar a força da amizade delas e quando a vida lhe deu mais um golpe duro, Tully mais uma vez encontrou carinho e aconchego com os Mularkeys.

Desde o primeiro olhar a senhora Mularkey, mãe de Kate, sabia que Tully seria uma pessoa de sucesso. Aquela menina tinha um sonho e paixão suficiente para perseguí-lo. E seguindo o princípio que o universo conspira a nosso favor, Tully e Kate entraram para a Universidade juntas a caminho do jornalismo. Tully tinha paixão e Kate ia mais no embalo da amiga. Tully sonhava com as duas em rede nacional, âncoras de um grande canal e cheias de glamour. Kate adotou o sonho, mas estava longe de chamá-lo de seu. E em muitos momentos se via cansada de ver todos os holofotes em cima de Tully.

Enquanto Tully perseguia o sonho incansavelmente passando por cima dos obstáculos como um rolo compressor, Kate se encontrava nos romances de Danielle Steel e outros autores. Kate queria amar e ser amada. Ela queria conhecer a paixão, ser mãe e ter uma família. Coisas simples que de repente passaram a perder importância comparadas ao furacão Tully.

Ambas seguem seus sonhos. Cada uma a seu modo consegue o que quer, mas no fundo elas querem mais e em determinado tempo isso começa a pesar. Não tem como uma amizade de quase trinta anos sair completamente ilesa. E quando a filha adolescente de Kate começa a jogar com as duas, ambas saem com cicatrizes.

Só quando a vida se encarrega de dar outro golpe duro em Tully, ela entende que precisará ser forte e ser amiga até o fim.

Kristin Hannah mostra como uma amizade pode ser a sua felicidade e a sua ruína. A trajetória de duas amigas que souberam se perdoar e colocar a amizade em primeiro lugar.

O livro em uma palavra : emocionante

Como quem lê faz seu filme, eu fiquei muito impressionada como a autora relata a triste rotina diária das donas de casa. Acusadas de terem mais tempo do que todo o mundo, elas são na verdade mil mulheres dentro de uma só. E foi engraçado ler como a que trabalhava quase 20 horas por dia queria uma família para cuidar e a que tinha uma família se punia por não conseguir nem mesmo passar maquiagem.
Na verdade, a autora mostra que uma amizade tão longa como essa das duas personagens fatalmente esconde algumas mágoas, mas o amor envolvido em tantos anos é capaz de curar tudo.

Tully é uma heroína por sua coragem. Para conseguir chegar ao topo ela não se deixou apaixonar, não viveu o amor verdadeiro. Teve alguns relacionamentos, mas existia um muro que impedia a entrega. O tempo todo ela precisava provar para o mundo que ela era capaz, mas na verdade bastava a aprovação de apenas uma pessoa. Justamente a pessoa que mais a desprezava no mundo : a própria mãe.

Kate é a típica mãe controladora. Aquela que gosta de participar de todos os encontros e ajuda em todos os grupos da escola mesmo que isso a deixe mais atarefada ainda. Ela escondeu seus sonhos mais íntimos para viver a maternidade, mas na verdade a maternidade e a família sempre foram um sonho também. E que mal há em querer ser mãe e cuidar pessoalmente dos filhos ?

Essas são algumas questões que Kristin Hannah nos conta lindamente em Amigas Para Sempre. Prepare-se para sorrir, chorar e se emocionar muito.

Conheça as garotas da Alameda dos Vaga-Lumes

Girls of Firefly Lane
1. Firefly Lane - Amigas Para Sempre 
2. Fly Away - Por Toda a Eternidade

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO