0

Natal Mortal

Natal Mortal
Título Original : Holiday in Death
J.D.Robb
Editora Bertrand

" - Droga ! Eu não vou me manter afastado do que você é ou do que faz. Você vai ter que me aceitar, Eve, desse jeito, do mesmo jeito que eu aceito você por completo.
Ela se sentou muito quieta, absorvendo as palavras dele e olhando para os seus olhos. Não conseguia resistir às coisas que descobria naqueles olhos.
- No inverno passado - começou ela, falando devagar - , você entrou à força em minha vida. Não pedi por isso. Não queria você.
A sobrancelha dele se ergueu, em um gesto irritado de desafio.
- Graças a Deus você não deu a mínima para o que eu pedi ou para o que eu queria - murmurou ela, e viu o ar de desafio se transformar em um sorriso.
- Eu também não pedi por você. A ghra . "

O Natal estava muito próximo e havia trazido com ele todo o tumulto da data comemorativa. Turistas vinham de todo canto do mundo para fazer suas compras e os congestionamentos eram diários.

E como se isso já não fosse o bastante, um assassino estava a procura de suas vítimas usando o disfarce mais procurado na época de natal : uma fantasia de papai noel. Ele abusava, sodomizava, aplicava uma tatuagem e depois maquiava as suas vítimas com produtos caros e exclusivos. Um horror sem tamanho em uma época em que as pessoas estavam se preparando para curtir a alegria do natal.
Peabody tentava explicar para Eve que o Natal exigia festas e presentes, mas Eve não tinha muita experiência com árvores de natal, presentes e uma família reunida para a ceia de natal. E como Roarke já havia marcado uma festa na casa deles, Eve queria mesmo era pegar esse assassino e acabar de vez com as mortes. Seu coração retorcia só de pensar enquanto ela não conseguia sair do lugar com as investigações, ele estava lá fora procurando uma nova vítima.

A divisão de detecção eletrônica estava colaborando com as investigações. Feeney havia designado seu novo "pupilo" para trabalhar exclusivamente no caso. McNab era um nerd sem muita noção de moda e que tinha uma "caidinha" por Peabody. Os dois não podiam ficar perto que soltavam faíscas. Discutiam e debatiam coisas simples como duas crianças no jardim de infância. Eve tirava paciência de onde não existia para lidar com esses dois.
Esse era o primeiro caso de Eve após o afastamento de Vingança Mortal e ela mais do que nunca, mergulhou de cabeça no caso. Mais do que um novo trabalho, esse assassino representava um teste para ela mesma. Cada parede que ela encontrava pelo caminho era uma grande frustração que vinha acompanhada de lembranças de um passado que Eve fazia de tudo para esquecer.

Roarke podia sentir o quanto esse caso estava mexendo com Eve. A estafa e os pesadelos eram somente alguns sinais. Ele pretendia vencer a barreira imposta por Eve e construir lembranças de natal que incluíam montar árvores, pendurar enfeites e outros detalhes entre um e outro.Mas quando as poucas pistas do caso levam Eve a colocar Peabody e McNab para trabalhar disfarçados, seu nível de estresse aumenta substancialmente. Essa poderia ser a salvação do caso, mas também poderia colocar a vida de sua amiga e assistente diretamente em perigo.
Um assassino astuto e perigoso, traumatizado por seu passado que não poupa esforços para matar de forma metódica e brutal. Eve precisa vencer seus traumas mais uma vez para deixar a policial trabalhar no caso.

O livro em uma palavra : Tenso

Como quem lê faz seu filme, Natal Mortal nos mostra como um trauma pode influenciar a vida de uma pessoa. A policial que por conta de seu passado se envolve demais. O assassino que busca em suas vítimas uma espécie de libertação.
Eve precisou lidar com a diferença entre ser a Tenente e ser a amiga de Peabody. Às vezes queremos proteger tanto nossos amigos que esquecemos que eles também tem lá suas necessidades. Os diálogos das briguinhas das duas são um show à parte ! 

E para quem já amava o Roarke de paixão, saibam que o grande galã curte livros. Ele possui uma grande biblioteca com livros em papel, o que naquela época futurista era uma coisa muito rara e cara. Perfeito !!!!

Sou apaixonada por essa série, não escondo de ninguém. A parte policial não é o centro da trama, mas a razão para conhecermos melhor os personagens, seus medos, traumas e paixões. Adoro !

Conheça todos os livros da Série Mortal publicados no Brasil :
Nudez Mortal
Glória Mortal
- Eternidade Mortal
- Êxtase Mortal
Cerimônia Mortal
- Vingança Mortal
- Natal Mortal
- Conspiração Mortal
- Lealdade Mortal
- Testemunha Mortal
- Julgamento Mortal
- Traição Mortal
- Sedução Mortal

Reencontro Mortal
Pureza Mortal
- Retrato Mortal
- Imitação Mortal
- Reencontro Mortal
- Dilema Mortal
- Visão Mortal 
- Sobrevivência Mortal

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO