0

Emmi & Leo - A Sétima Onda

Emmi & Leo - A Sétima Onda
Título Original :Alle Sieben Wellen
Daniel Glattauer
Editora Suma de Letras

" Por que eu lhe escrevo ? Porque estou a fim. E porque eu não quero esperar, sem dizer nada, pela sétima onda. Pois é, por aqui contam a história da indomável sétima onda. As primeiras seis são previsíveis e equilibradas. Elas dependem umas das outras, formam-se umas a partir das outras, não causam quaisquer surpresas. Elas mantêm a continuidade. Seis partidas, elas procedem assim distintamente se observadas a distância, seis partidas - e sempre o mesmo fim.
Mas cuidado com a sétima onda ! Ela é imprevisível. Por um longo tempo ela é discreta, toma parte do jogo com um fluxo monótono, ajusta-se as suas antecessoras. Mas às vezes ela rebenta. E sempre ela apenas, sempre apenas a sétima onda. Pois ela é desgarrada, inofensiva, rebelde, passa por cima de tudo, forma tudo de novo. Para ela não existe qualquer antes, somente um agora. E depois é tudo diferente. Se melhor ou pior ? Isso é algo que somente podem avaliar os que são pegos por ela, os que têm a coragem de enfrentá-la, de se entregar a seu encanto. "

Emmi e Leo voltam a se corresponder após um longo período de silêncio, pelo menos para o Leo pois na falta a Emmi conversava com a mensagem automática de ausência. Poderiam pensar que era apenas uma distração, uma ilusão de perfeição, mas algo muito mais forte e há muito tempo negado por eles dominava aqueles e-mails.
Durante o tempo em que o silêncio reinou, Leo viajou para Boston e conheceu Pamela. Eles tem um relacionamento real e ela está de mudança para tentar uma vida com Leo. Além disso, Emmi é casada com Bernhard e possui dois enteados que a amam como mãe. 
Muitos são os fatores de complicação, mas assim como os viciados, os dois dependem dos e-mails na caixa de entrada para viver seus dias.

Chega um momento onde a confusão de sentimentos explode e os dois traem a si mesmos, traem seus companheiros e traem seus propósitos iniciais. Um encontro que estava fadado a acontecer desde os primeiros e-mails e que ao contrário do se imaginava inicialmente, só faz com que tudo se torne mais difícil.

Ambos sabem o que deveria acontecer, mas Leo resolve tentar com Pamela e Emmi resolve tentar com Bernhard. Ambos não resistem por muito tempo e assim como a droga está para os dependentes, mandar e-mails era vital. Nem a tentativa estava sendo verdadeira e nem o suposto pseudo-relacionamento virtual dos dois também estava sendo verdadeiro.
Os dois se perdem em palavras, se escondem na caixa de entrada e negam o inevitável.

A psicóloga de Emmi tenta ajudar, mas Leo já estava dentro de suas entranhas. O que compartilhavam através da escrita era mais intenso do que mil encontros. E sendo assim, muito mais difícil de esquecer ou simplesmente ignorar.

Dois anos e meio de trocas de e-mails que assim como a sétima onda,  foram capazes de transformar tudo.

O livro em uma palavra : sentimental

Como quem lê faz seu filme, Emmi & Leo - A Sétima Onda me confundiu bastante. Ora eu amava, ora eu odiava. Diferente de @mor , esse segundo volume mostra uma Emmi mais vulnerável, mais ciumenta, mais perdida, mais sem saber o que quer. Isso me irritou em muitos e-mails, não há como negar. Mas, também vemos uma Emmi que foi assolada por um sentimento tão forte que transpassou as teclas e virou realidade e isso foi muito legal de ver.

Já Leo, o pobre e coitado Leo ... Ele bem que tentou, ele resistiu bravamente, mas no fim foi levado pela sétima onda que atende pelo nome de Emmi.

Não imagine uma continuação tão engraçada como @mor. O que temos aqui é mais drama e escolhas.

@mor
Emmi &Leo - A Sétima Onda 

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO