0

A Vez da Minha Vida

A Vez da Minha Vida
Título Original : The Time of My Life
Cecelia Ahern
Editora Novo Conceito

" - Deplorável - terminei por ela. - Você chamou minha vida de homenzinho horrível.
Seus olhos de Bambi estavam cheios de preocupação.
- Você está deplorável, Lucy ? perguntou.
- Eu ? Não. Não estou deplorável. - Não era mentira. Não me sentia deplorável, somente um pouco infeliz desde que Vida se tornara ele mesmo e que meus defeitos foram conhecidos por mim. - Ele está muito deplorável.
- Conte para mim como isso funciona.
- Ele é como Pink e eu, o Cérebro - disse. - Ou sou o pé quebrado e ele é o raio X. - Tentei explicar, mas fiquei confusa. - Ele é o nariz e eu sou Pinóquio - disse e sorri : o último eu tinha explicado direito."

Lucy Silchester pensava que uma mentira a fazia chegar aos mesmos resultados quando dizia a verdade, mas sua vida havia havia se transformado em um verdadeiro caos.
Seu noivo a havia deixado e todos pensavam que ela havia decidido terminar o relacionamento. Aquela turma de amigos que ela costumava encontrar para jantar e para celebrar, agora era apenas uma turma na qual ela não se encaixava mais. Desculpas, saídas antecipadas, mentiras e sempre mostrando uma Lucy superficial e ocupada. Era assim que Lucy convivia com os amigos.
Já com sua família a distância só fazia piorar as coisas. Nenhum encontro era prazeroso e o pior era que Lucy ia embora antes mesmo do meio do evento.
Uma tradutora de inglês x Espanhol deve supostamente falar espanhol, mas no caso de Lucy nada é tão simples assim e ela se enrola cada vez mais nessa mentira.

O caos era tão grande que a família resolve fazer uma intervenção e coloca Lucy frente à frente com a sua Vida. Depois que a fase da negação passa, Lucy precisa aceitar cuidar da sua vida e o primeiro passo é mostrar-se verdadeiramente para as pessoas. Nada de mentiras ou omissões ! A verdadeira Lucy Silchester tinha um compromisso inadiável com sua própria vida.

Cecelia Ahern nos apresenta uma protagonista completamente desajustada, exagerada e por muitas vezes "doida de pedra" mesmo. Lucy nada mais é do que um eco amplificado de muitas pessoas que conhecemos. E isso, sem dúvida alguma, nos faz pensar.

O livro em uma palavra : Reflexivo

Como quem lê faz seu filme, eu tive durante toda a leitura uma relação de amor e ódio pela protagonista. Eu costumo encarar os problemas de frente e  Lucy foge tornando-se muitas vezes uma covarde. Primeiro senti empatia, depois muita raiva e no final, já sentia pena de tantos tropeços. A torcida era grande, mas Lucy não  ajudava muito e se enrolava cada vez mais.
Vida é um show a parte ! Eu bem que fiquei fazendo um paralelo e inevitavelmente acabei pensando como seria o meu próprio encontro. Mérito da autora !

Se você não curte drama, então fuja desse livro. Mas, se você curte uma boa história de aprendizado, se joga que a autora não decepciona.

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO