0

Carte Blanche


Carte Blanche
Título Original : Carte Blanche
Jeffery Deaver
Editora Record

"Examinou os ferimentos da noite passada: duas contusões grandes, cor de berinjela, na perna, alguns arranhões e o corte no ombro, produzido pelo estilhaço de granada. Nada sério.
Barbeou-se com uma navalha pesada, de fio duplo ; o cabo de chifre de búfalo, em cor clara. Preferia esse belo acessório, não porque fosse mais benéfico ao meio ambiente do que os aparelhos descartáveis que a maioria dos homens usava, mas porque possuía um barbear melhor - e requeria alguma habilidade no manejo; James Bond encontrava conforto até nos menores desafios."


James Bond, Divisão 00, Seção 0, Grupo de Desenvolvimento Ultramarino, Ministério do Exterior e Ministério dos Negócios Estrangeiros e Commonwealth. Mais conhecido como 007, o espião a serviço dos ingleses que se infiltra em qualquer lugar e nunca deixa uma missão pela metade.

Uma mensagem interceptada indicava que milhares de pessoas poderiam morrer e também que os interesses britânicos estariam abalados. Bond parte para a cidade de Novi Sad para tentar impedir uma catástrofe acompanhado de espiões sérvios que mais pareciam recrutas inexperientes.
Missão parcialmente cumprida e Bond além de ganhar alguns inimigos sérvios, agora está a caça de um irlandês que ao que tudo indicava era o mentor daquela frustrada operação.

Satélites mega espiões com rastreadores de última geração indicavam que o irlandês supostamente chamado Noah, estaria no único lugar onde James Bond não tinha Carte Blanche para trabalhar : a Inglaterra.
Isso significava que Bond deveria trabalhar em parceria e apenas como consultor com um grupo do serviço secreto britânico.  Bond logo arranja um jeitinho de despistar o seu novo grupo de trabalho e seguindo uma pista chega até a Green Way. Uma mega indústria do ramo de reciclagem cujo dono chama-se Severan Hydt.

A partir desse ponto, Bond segue as pistas da Green Way , Severan Hydt e o suposto irlandês em outros países já com a Carte Blanche para trabalhar. Sua missão : desvendar a conexão entre o incidente vinte e o plano Geena. Uma trama macabra envolvendo cadáveres, segredos e a indústria milionária do lixo estava nas mãos de 007 para ser desvendada.

Não bastasse a missão, dados importantes sobre a operação Cartucho de Aço envolvendo a morte de seus pais chegam até Bond. Andrew e Monique Bond morreram em circunstâncias incomuns em um acidente que Bond jamais acreditou completamente. E, esses dados da operação cartucho de aço levantam novamente a questão.

Mulheres, carros e hotéis suntuosos são cenários indispensáveis em tramas de James Bond. Em Carte Blanche vemos isso e um agente capaz de colocar a própria reputação em jogo para desvendar a sua missão. 
Jeffery Deaver foi escolhido pelos próprios herdeiros de Ian Fleming, o grande criador do agente secreto James Bond, para dar continuidade a série a partir do século XXI.

O livro em uma palavra : instigante

Como quem lê faz seu filme, eu gostei muito do estilo de Jeffery Deaver. Carte Blanche foi o primeiro livro do célebre agente 007 que eu li e por essa razão, não posso comparar com os demais livros de autoria de Ian Fleming. 
O ritmo é forte e recheado de muitas siglas de agências e protocolos. Nada que o glossário não ajude.
James Bond do livro é muito parecido com o James Bond das telas, um pouco mais contido talvez no panomara romântico, mas no campo de ação não deixa a desejar.

Um thriller policial forte e com aspectos bem reais sobre espionagem e segurança que nos faz pensar em quão inesquecível 007 é até os dias de hoje.

Fã page do livro no Facebook :
https://www.facebook.com/CarteBlanche007


Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO