0

O Jogo do Anjo

O Jogo do Anjo
Título Original : El Juego del Ángel
Carlos Ruiz Zafón
Editora Suma de Letras
"- Esse lugar é um mistério. Um santuário. Cada livro, cada tomo que está vendo aqui, tem alma. A alma de quem o escreveu e a alma daqueles que o leram e viveram e sonharam com ele. Cada vez que um livro troca de mãos, cada vez que alguém desliza os olhos por suas páginas, seu espírito cresce e se fortalece."

O Jogo do Anjo é a continuação de A Sombra do Vento, mas ao contrário do que se pensa, não vemos uma exata continuação dos fatos. O que se segue é uma história extraordinária sobre um personagem protegido do Sr. Sempere. David Martín, um filho abandonado pela mãe que vivia com o pai que não sabia ler e era dotado das mais absurdas técnicas de incentivo educacional. Ler era proibido. Ler não levava ninguém a lugar nenhum e etc e tal..
Mas David sempre arrumava um jeitinho de visitar a livraria do Sr. Sempere e nem sempre pagava pelos livros que ali encontrava.
Nascia uma grande amizade em prol da leitura porque era assim que o Sr. Sempere e seu filho conduziam o negócio.
David Martín após ver o pai morrer em seus braços, trabalhava como faz tudo em um folhetim barcelonês a pedido de seu protetor e futuro amigo Pedro Vidal.
Mais tarde passando de um moribundo para o maior talento do jornal, conhece de perto a inveja dos colegas de trabalho que jamais chegariam ao seu nível literário.
De jovem talento a jovem desgraça. O seu maior sucesso entitulado A Cidade dos Malditos, nem mesmo era assinado por ele. Ignatius B. Samson era seu pseudônimo e o grande escritor de sucesso daquela obra.
Com o orgulho ferido e vivendo em um casarão sinistro, Martín queria mesmo era ser reconhecido por seu talento. Talvez seja por isso que ele se aventura em mais dois romances. Um que novamente não levou a sua assinatura para salvar a sanidade de seu grande amigo e protetor, e outro que foi odiado pela crítica.
Sem reconhecimento do seu talento. Sem dinheiro e sem aquela que ele tanto amou, Martín vê seu mundo ruir juntamente com sua saúde.
Fadado a não ter o seu nome entre os respeitados escritores da época e muito menos o seu romance Os Passos do Céu em lugar de destaque nas livrarias, Martín com a ajuda do Sr. Sempere, recorre ao cemitério dos livros esquecidos. E lá, Martín esconde um exemplar de Os Passos do Céu e leva pra casa um exemplar chamado Lux Aeterna de um autor com as mesmas iniciais de seu nome : D.M.

" Levantei os olhos para a imensidão do labirinto.
- Como escolher um só livro entre tantos ?
Isaac deu de ombros.
- Há quem prefira acreditar que é o livro que escolhe a pessoa ... o destino, por assim dizer. "


E é bem nessa fase interessante da sua vida que Martín a beira de um colapso, acaba aceitando a proposta de um editor que promete torná-lo imortal em troca de apenas um livro. Uma boa quantia em dinheiro também fazia parte dessa proposta e Martín fatalmente se vende outra vez.
O que Martín não poderia imaginar é que havia muito mais mistérios entre o seu casarão, seu novo editor e as pessoas que ele amava. Uma trama cada vez mais macabra vai se desenrolando e Martín por vezes parece perder não só os amigos, mas também a própria sanidade.

Zafón mais uma vez brinda o leitor com uma escrita rica e poética que ecoa em cada página o grande prazer que é a leitura.

O livro em uma palavra: envolvente

Como quem lê faz seu filme, não espere um romance leve em O Jogo do Anjo porque Zafón surpreende justamente por nos colocar um protagonista decadente que se envolve em uma trama macabra. A escrita continua maravilhosamente inteligente, mas podemos sentir uma mudança no tom. Um tom mais intrigante e sombrio fazem de O Jogo do Anjo um livro recheado de personagens e intrigas, matando a nossa saudade do Cemitério dos Livros Esquecidos e da livraria Sempere.

Série Cemitério dos Livros Esquecidos :
1. A Sombra do Vento
2. O Jogo do Anjo
3. O Prisioneiro do Céu

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO