0

Mini Becky Bloom - Tal Mãe, Tal Filha

Mini Becky Bloom -  Tal Mãe Tal Filha
Título Original :
Sophie Kinsella
Editora Record

" Não quero me gabar, mas tenho muito orgulho das minhas ideias. As clientes podem vir para o departamento de personal shopping, escolher as roupas novas e então, para manter a discrição, escolher entre várias opções de entrega:
1. Deixar as roupas reservadas, prontas para serem levadas, de bicicleta, para a casa da cliente, numa hora apropriada (por exemplo : quando não tiver ninguém em casa).
2. As roupas podem ser entregues numa caixa de papelão na qual estará escrito "Papel para Impressora" ou "Produtos Sanitários".
3. Escolher uma das funcionárias ( e ou Jasmine) para fingir ser uma amiga, visitar a casa e oferecer as roupas como "usadas e rejeitadas".

Rebecca Brandom (ex Rebecca Bloomwood), agora mãe da adorável " tiranazinha " Minnie, sofre na pele as consequências do seu amor sem limites.
Minnie domina a casa dos avós, o shopping, o jardim de infância e qualquer lugar que vá. Nem a gruta do papai noel sobreviveu intacta a seus prodígios infantis.
E mesmo com tudo isso acontecendo, Becky é tomada por uma imensa vontade de ser mãe novamente e comprar carrinhos de bebê, roupinhas, decoração de quarto e tudas as compras que envolvem a chegada de um novo bebê. Só Luke, seu marido, não quer nem pensar na idéia enquanto Minnie continuar tão incontrolável assim.
Ainda na casa dos pais, Becky sonha com a casa própria e todo o processo de mudança (compras, decoração, etc ...) mas parece que o destino não torce muito a seu favor e cada casa que o casal pretende comprar, apresenta um tipo diferente de problema.

E para completar a equação, uma crise assola o país e a palavra da vez, não so na casa dos Bloomwood, passa a ser ECONOMIZAR. Como Becky dá trabalho até para a Matemática, economizar pode não significar comprar menos e sim comprar mais por menos rsrsr O que em geral não é uma idéia tão ruim assim. Será ?!
Todo o comércio sofre com essa nova fase, mas a loja chique onde Becky é personal Shopping estranhamente tem um salto nas vendas graças a uma nova e inédita implementação daquela que entende profundamente a arte de comprar.

Luke está trabalhando mais do que nunca e com a crise financeira nunca esteve tão preocupado com o consumo exagerado de sua esposa. Ele até conseguiu uma promessa que poderá entrar para a história caso Becky consiga cumpri-la. ( Vale a pena conferir !!!!)
O que ele não esperava era que em tempos de crise, Becky estivesse tramando uma festinha de aniversário surpresa.

Sophie Kinsella dá um show de humor nesse delicioso chick-lit. Becky é incrivelmente obstinada e desenvolve lógicas absurdas para provar para ela mesma que essa, ou aquela aquisição valeu muito a pena.

O livro em uma palavra : diversão

Como quem lê faz seu filme, Sophie Kinsella conseguiu me levar em uma viagem hilária ao mundo do consumo. E quem nunca teve seu dia de Becky Bloom que atire a primeira pedra !
Um livro que além de nos divertir nos chama à atenção ao consumo em excesso e suas consequencias.
Eu ri muito :-)

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO