17

Êxtase Mortal

Êxtase Mortal
Título Original : Rapture in Death
J.D.Robb
Editora Bertrand

"- Puxa, o que foi isso ?
- Sob outras circunstâncias - disse ele, mal conseguindo abrir os olhos - , eu diria que foi sexo, mas ... acho que não tenho uma palavra exata para descrever o ato.
- Eu mordi você ?
Algumas dores estavam começando a se fazer notar enquanto o corpo dele se recuperava. Girando a cabeça e olhando para o ombro, viu as marcas dos dentes dela e respondeu:
- Alguém me mordeu. Provavelmente foi você."

O ano é 2058 e Eve enfim desfruta de sua tão esperada lua de mel com o todo-podroso-gostosão irlandês Roarke. * Pausa para suspiros ...
Como nada é tão calmo na vida de Eve e Roarke, um estranho suicídio justamente no Olympus Resort onde Eve aproveitava sua lua de mel, deixa a nossa tenente com a "pulga atrás da orelha". O brilhante engenheiro, agora morto, ostentava um estranho sorriso no rosto. Imediatamente a policial entra em ação e uma investigação é montada.
De volta ao planeta terra em uma viagem alucinante, Eve se vê rodeada de estranhos suicídios. Pessoas bem de vida, emocionalmente estáveis que do nada tiram as próprias vidas. 
Qual era o elo de ligação dessas mortes ? Essa pergunta assombrava os pensamentos da nossa Tenente Eve Dallas.
Assombroso também era o fato de sua vida de casada estar indo muito bem. Aliás, bem até demais no quesito sexual. Tudo com eles é intenso demais e por vezes tanto Eve, quanto Roarke se assustaram com a entrega e a necessidade de ter um ao outro por completo.

Enquanto isso, Mavis faz uma nova conexão com um agente "mais que demais" do mundo da música e tenta embarcar na gravação de um disco. Ela, sua voz esganiçada e suas roupas combinando com os cabelos, sonha com o sucesso e Eve e Roarke darão aquela forcinha de sempre.

Peabody, fiel escudeira de Eve, está ao seu lado trabalhando nessas estranhas mortes . 
Jogos de realidade virtual, músicas e mensagens subliminares são apenas alguns ítens novos na listinha de análise do Cap. Feeney, Peaboby e Eve.
Em meio a essa "parnafernalha digital ", Eve corria perigo e Roarke também corria perigo.

O livro em uma palavra : futurista

Como quem lê faz seu filme, Êxtase Mortal nos revela muito pouco do passado obscuro de Roarke. Vemos aqui o lado psicológico dos assassinos. Sociopatas que vivem transparentes a nossa volta.
Nascemos assim ou somos transformados pelo meio em que vivemos ? Essa é a grande pergunta desse livro que nos faz pensar em nossas próprias vidas e também na própria infância da nossa protagonista.

Em relação ao casal Eve/Roarke, vemos o início do amadurecimento amoroso surgir. Eve, enfim diz "Eu te amo" de maneira natural depois de pregar um susto em Roarke e rir um pouquinho. Roarke está muito saidinho nesse livro e distribui selinhos que quase matam essa que vos escreve de inveja rsrs

Roarke definitivamente continua provocando suspiros e se você caiu na besteira de ler Nudez Mortal assim como eu, já era ! Continuar a série é alimento para o vício.

Conheça todos os livros publicados no Brasil :
- Nudez Mortal
- Glória Mortal
- Eternidade Mortal
- Êxtase Mortal
- Cerimônia Mortal
- Vingança Mortal
- Natal Mortal
- Conspiração Mortal
- Lealdade Mortal
- Testemunha Mortal
- Julgamento Mortal
- Traição Mortal
- Sedução Mortal

- Reencontro Mortal
- Pureza Mortal
- Retrato Mortal
- Imitação Mortal

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO