17

O Baile dos Deuses

O Baile dos Deuses
Título Original : Dance Of The Gods
Nora Roberts
Editora Bertrand

*** Pode conter spoilers se você ainda não leu A Cruz de Morrigan ***

" Achas que não senti nada por ti, nada, quando ficamos de costas para o mar com aqueles demônios saindo do escuro ?
Achas que eu não senti nada e que, por isso, iria embora, salvaria a mim mesmo porque assim disseste ?

- Eu não sabia que você iria tirar um dragão da cartola, então ... Ela parou de falar e ficou tensa, quando Larkin esticou o braço e lhe segurou o queixo com a mão.
- Achas que eu não senti nada - repetiu, e seus olhos pareciam profundos, dourados e pensativos. - Que não sinto nada agora ?
Ah, droga, ela achava. E se fechou.

- Não estou questionando os seus sentimentos - começou a falar.
- E eu estou falando deles, quer questiones ou não.
- Ele se aproximou um pouco mais, as pernas em cada lado dela, os olhos fixos em seu rosto. "


A batalha continua. O círculo de seis estava na antiga casa de Hoyt e Cian na Irlanda. Cian teve muito tempo para reconstruir a antiga casa da sua família que hoje servia de campo de preparação para os seis. Hoyt, Glenna, Blair, Larkin, Moira e Cian eram os escolhidos pela Deusa Morrigan para essa batalha.

O desafio era grande. A inimiga era poderosa e ardilosa. Lilith representava todo o mal e com ela um verdadeiro exército, disposto a qualquer coisa para satisfazer a sua criadora.
Hoyt e Glenna mal tiveram tempo de comemorar a união e junto com os outros foram testados em batalha. Algo que veio lembrar o real perigo dessa batalha.

Blair a guerreira, tinha muito trabalho pela frente. Sua missão era treinar e vencer os pontos fracos de cada um. A ajuda de Glenna e Hoyt com magia era importante, mas estratégia e treinamento eram primordiais quando o inimigo é um exército do mal.
Blair descende da família de Hoyt e Cian e carrega uma missão em seu sangue. Caçar vampiros e destruí-los. Ela é destemida e Larkin vê em Blair algo que jamais encontrou nas mulheres de Geall.
Blair vê em Larkin alguém que realmente diz o que pensa. O fato dele se transformar em outras criaturas não a assusta, ao contrário acaba por fascinar.

Faiscantes encontros entre Cian e Moira deixam claro que ainda resta alguma humaninade por baixo daquele vampiro.

A batalha final se aproxima. Não havia tempo a perder. Mais uma passagem no tempo e espaço era necessária.

O livro em uma palavra : mágico

Como quem lê faz seu filme, nesse segundo volume da Trilogia do Círculo vemos uma paixão que nasce em meio a guerra. Uma paixão que transcende utopias e nasce do sentimento que move os sentimentos : o amor.
Nem tudo são flores, as visões sobre o passado dos personagens com suas histórias de vida fazem tudo se encaixar perfeitamente. Nora tem esse poder não é mesmo ?! Eu adoro esse estilo que ela usa de mostrar a vida dos protagonistas aos poucos. Um quebra-cabeças que se monta no decorrer do livro fazendo você chegar ao final com aquela sensação de perfeição.

Eu gosto demais dessa trilogia, eu tenho os livros em inglês e certos diálogos eu já sei de cor rsrsrs. Confira a resenha de Dance Of The Gods aqui.

Deixo para vocês uma foto dos meus dois babys. Ponto para a Editora Bertrand que publicou essa trilogia aqui no Brasil e presenteou os fãs com uma capa linda demais.
Conheça todos os volumes da Trilogia do Círculo :
- A Cruz de Morrigan
- O Baile dos Deuses
- O Vale do Silêncio

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO