20

Trilogia do Círculo: A Cruz de Morrigan

A Cruz Morrigan
Título Original: Morrigan´s Cross
Nora Roberts
Editora Bertrand

"- Por que você quer que eu vá ?
- Porque tu és tudo o que vejo, tudo o que quero. Acho que, se eu tiver de viver cinco minutos num mundo sem ti, isso seria uma eternidade. Não posso encarar a eternidade sem ver o teu rosto. - Roçou os dedos em sua face.
- Sem ouvir tua voz, sem te tocar. Acho que se, fui enviado para cá, para lutar esta guerra, também fui enviado para cá pra te encontrar. Não apenas para lutar. Mas para me abrir, Glenna.
"


Você já me viu resenhar esse livro em inglês aqui e depois, me viu brincar de Caça ao Tesouro em comemoração ao lançamento no Brasil aqui.
E agora eu te convido a voltar comigo para a Trilogia do Círculo e conhecer um pouquinho mais da Trilogia da Nora Roberts que me fez reler o livro e vivenciar a emoção de uma história de magia, amor, amizade e lealdade.

Hoyt Mac Cionaoith viu seu irmão gêmeo ser tragado para a morte. Não somente viu a transformação, como experimentou a fúria do animal que ele havia se tornado.
A responsável por isso era a Rainha das Trevas : Lilith. Uma vampira linda, loira e sem nenhum escrúpulo ou compaixão.

Hoyt inconformado com a "morte" de seu irmão gêmeo, pede a ajuda de Morrigan, a Rainha das Fadas. Morrigan precisava dele e ele clamou por seu irmão.
Para Hoyt, Cian ainda era seu irmão e se naquela noite fatídica, ele tivesse saído com o irmão, Lilith não teria conseguido seu feito. Enquanto Hoyt estava em casa buscando solidão para estudar seus dons, Cian havia saído para buscar os prazeres da vida.
Culpa e remorso são ingredientes importantes para que essa jornada seja iniciada.

Não era só a vida de Cian que estava em jogo. Lilith queria dominar todos os mundos. Trevas e maldade eram a sua promessa. A Deusa Morrigan precisava de um círculo de 6 para que a grande batalha fosse travada. O feiticeiro, a bruxa, a erudita, o de múltiplas formas, o guerreiro e o que perdeste. Hoyt era apenas o primeiro escolhido. Ele era o feiticeiro.

Para se juntar aos seis, Hoyt deveria procurar o Baile dos Deuses e viajar pelos mundos. Morrigan o guiaria e o protegeria. Assim, saímos da Irlanda no ano 1128 e vamos para Nova York aproximadamente mil anos à frente.

A modernidade da cidade era só mais uma dificuldade. Cian estava endurecido pela vida ou pela eternidade. Muito havia se passado, mortes, vidas, mundos e a única coisa que permanecia a mesma era a sede por sangue. Seu cardápio não incluia sangue humano, mas nem por isso era menos deplorável.
A chegada de seu irmão gêmeo só fazia relembrar a pessoa que ele foi um dia.

Assim, a missão protagonizada por Hoyt, através da profecia da Deusa Morrigan, envolve a Bruxa chamada Glenna e assim faltam apenas 3 para que a profecia se complete. De volta a Irlanda, Hoyt ainda à frente de seu tempo (cerca de mil anos à frente) sofre com as lembranças de seus familiares. Enquanto Hoyt sofre, uma barreira invisível que protegia os sentimentos de Cian vai se rompendo aos poucos. Ainda resta humanidade dentro dele.

Morrigan é uma Deusa caprichosa e ao encarar essa missão, Hoyt não poderia imaginar que encontraria um amor como brinde. Ele não procurava um amor. Ela foi chamada pessoalmente por Morrigan e acreditava em seu dom. Só que o amor acontece. E o que está escrito no destino, acaba se cumprindo de uma forma ou de outra.

Chegam a erudita chamada Moira, princesa de Geall e o seu primo de múltiplas formas chamado Larkin.
O Samhain se aproxima e com ele a grande batalha. A profecia se cumpre, mas mais que aceitar os desafios, os 6 elementos precisam aprender e vivenciar a amizade, lealdade e acima de tudo, a confiança. Treinos, lutas, emboscadas e muito esforço, fazem dessa primeira etapa, a fase fundamental para a batalha que se aproxima.

O livro em uma palavra : Mágico

Como quem lê faz seu filme, o encanto nas páginas desse livro foi capaz de transformar uma releitura em algo emocionante. Lógico que eu já sabia o final e todos os detalhes mas isso não impediu que eu me encantasse novamente com os personagens. Cian é o meu predileto.
Ele foi endurecido por sua eternidade. Ele ergueu barreiras que se transformaram em areia com a chegada de Hoyt. Ele cresce na história, se revela aos poucos .

Outro ponto encantador é o amor entre o feiticeiro e a Bruxa. Juntos eles se curam e ficam mais fortes. Separados eles são menores. É cada declaração de amor tão linda que nada que eu fale aqui faria jus a emoção.

A edição brasileira ficou lindíssima. Como eu tenho a edição americana, dá para comparar e confesso para vocês que a brasileira dá de 10 a zero na americana.

Veja na foto abaixo as duas edições lado a lado :



Já falei para vocês que eu adoro essa Trilogia ?!


Conheça todos os volumes da Trilogia do Círculo :
- A Cruz de Morrigan
- O Baile dos Deuses
- O Vale do Silêncio

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO