15

Desculpa Se Te Chamo de Amor

Desculpa Se Te Chamo de Amor
Título Original: Scusa ma ti chiamo amore
Federico Moccia
Editora Planeta

"Alessandro pega o rosto dela entre as mãos e a olha nos olhos. E mil palavras se trocam naquele seu olhar. Silenciosas, alegres, românticas, apaixonadas.
Palavras escondidas, palavras que correm umas atrás das outras, palavras pressionam para sair como um rio subterrâneo, como eco longínquo de um vale apenas descoberto, como aquele alpinista que, com esforço, acabou de alcançar o pico de uma montanha e dali, sozinho, grita ao vento, às nuvens que o rodeiam, toda a sua felicidade. Niki abaixa os olhos, depois volta a olhar para ele. " No que você está pensando?" Alessandro sorri para ela. "Nada. Desculpe, mas estou em alto-mar. Você é o meu farol. Não se apague."

Ondas normalmente se encontram no mar, mas aqui as Ondas são amigas inseparáveis.
Olly, Niki, Dileta e Érica são unidas pelo sentimento mais lindo que acontece sem pedir licença : a amizade.
Nos 17/18 anos, dividem alegrias e tristezas, sonhos e esperanças e loucuras. Sim, porque o que é ser jovem sem fazer loucuras ?


Niki tem 17 anos, é linda, loira e dona de uma inteligência sagaz. Não tem como descrever Niki sem pensar na palavra intensa. Tudo nela é intenso. A fome, a coragem, a inteligência e principalmente a vontade de viver uma grande amor.

Alessandro tem 37 anos é publicitário, inteligente e lindo. Já ganhou vários prêmios por campanhas publicitárias, está no auge da carreira mas continua solteiro. Sua quase noiva o deixou. Simplesmente foi embora justamente quando ele pensava em desistir da solteirice.
Os dois viviam juntos e na visão dele aquilo tudo era perfeito. Todas as peças se encaixavam, e ela era aceita por sua família. Quando vão se casar ? Quando nos darão netos ? Eram perguntas frequentes.
Alessandro sofre pelo abandono. Não consegue entender onde errou e muito menos os motivos da separação, mas não tem tempo de curtir a dor porque o trabalho pede toda a sua atenção.

E foi assim que Alessandro vivendo o torpor da separação misturado com a adrenalina de uma nova campanha publicitária, atropela Niki em sua moto e sua intensidade.
A batida joga Niki e sua querida moto no chão, causa um grande amassado no Mercedes novíssimo de Alessandro e coloca sua vida de pernas pro ar.

Niki imediatamente o declara culpado pela batida. E assim, ele se vê dando carona, buscando no colégio, levando para almoçar e de repente conversando com Niki e gostando da intensidade daquela garota linda. Niki o provoca e o faz cometer várias inacreditáveis infrações de trânsito. A vida de Alessandro que era tão cinza, ganha um colorido intenso e especial chamado Niki.
De repente, os telefonemas de Niki já fazem parte do seu dia a dia e a presença dela se torna de certa forma, necessária para a sua nova campanha publicitária e para o seu coração.

Federico Moccia, nos mostra com muito humor e inteligência, que o amor não escolhe idade. O livro tem trilha sonora, cita filmes e poemas. E isso tudo vem misturado com o brilho da juventude.

" E depois de todos os vários blablablás, ele falou. Disse a frase que nunca mais esquecerei.
" Um livro deve mexer nas feridas, aliás, deve alargá-las. Um livro deve ser um perigo." Cioran dizia isso. E eu então levantei a mão. O professor me viu." Cavalli, o que é ? Precisa ir ao banheiro ?"
"Não. Queria dizer que essa frase, a meu ver, pode ser aplicada também ao amor." "

O livro em um apalavra: apaixonante.

Como quem lê faz seu filme, eu me encantei com as Ondas, me apaixonei por Alessandro e Niki, ri muito com os pais de Niki e com os amigos de Alessandro.
A maneira como o amor dos dois acontece é realmente mágica. Niki me lembra uma pessoa que eu conheço muito bem. Ler esse livro foi como reviver os 17 anos onde tudo é por si meio mágico e possível.
Ver um homem de 37 anos ( Alessandro ) se libertar de todos os preconceitos e viver um amor verdadeiro foi inesquecível.
Amei os conceitos de amizade e lealdade passados através dos dilemas de infidelidade.

Mas nem tudo são flores, a tradução me deixou confusa quando chamava a mãe da Niki de Simona e logo depois de Simone. Os diálogos misturados com o texto, sem o nosso famoso e velho conhecido travessão, me deixaram confusa também.
A boa notícia é que a continuação desse livro aparentemente se redimiu desses pecados.

Conheça os livros que contam a história de amor de Niki e Alessandro :
- Desculpa Se Te Chamo de Amor
- Desculpa, Quero Me Casar Contigo


O livro conta ainda, com a adaptação cinematográfica lançada no Brasil com o título Lição de Amor. Fiquem com o Trailer :


Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO