24

Cheio de Charme

Cheio de Charme
Marian Keyes
Editora Bertrand


Fionnola “Lola” Daly , Grace Gildee e Marnie Hunter são mulheres com algo em comum.
A raiva, o desprezo e até certo modo, a admiração por Paddy de Courcy, um canalha nato !

Lola, com seu cabelo bordô que todos insistiam que era roxo, trabalhava como consultora de estilo.
Poderíamos dizer que o serviço estava de vento em poupa até que para a surpresa, não só dela, como de toda a Irlanda, saiu na mídia que Paddy de Courcy iria se casar com Alicia Thornton. Até aí você pode estar se perguntando E, daí ? O detalhe é que Paddy era seu namorado. O grande amor da sua vida. Ela nunca aparecia na mídia ao seu lado e fez a opção de se manter no anonimato justamente por conselho do próprio Paddy. Segundo ele a mídia não a deixaria em paz depois que soubesse dos dois. Afinal, ele era um político importante e a mídia adorava fofocas.
Quanto mais eu lia sobre o que a Lola foi capaz de fazer por Paddy mais eu pensava : Burra !


Quando descobri que era verdade, fiquei chocada. Na verdade, achei que estava tendo um ataque cardíaco. Teria chamado uma ambulância, mas não conseguia lembrar o telefone :999.
Só me vinha 666 . O número da besta .


O mundo de Lola só não desabou completamente porque seus amigos , aqueles que há 16 meses foram completamente desprezados e excluídos , se uniram para ajudá-la a passar por esse furacão chamado Paddy de Courcy.
Não poso dizer que Lola foi ao fundo do poço porque não faria jus ao tamanho do rombo que Paddy causara.
Sua carreira estava comprometida, sua sanidade estava comprometida. Uma viagem para o interior da Irlanda chegou em boa hora.
Lola uma sobrevivente de canalhice abalou as estruturas de Knockavoy , uma cidadezinha a aproximadamente três horas de Dublin. A cabana do Tio Tom era o lugar ideal para curtir uma fossa e Lola consegue surpreender a todos.

No meio do caos, renasce uma estrela.

Marnie é a irmã gêmea de Grace e acredita seriamente que durante o processo de gestação Grace ficou com a maior parte da sanidade.
Marnie tinha duas filhas, marido, uma casa grande e emprego, mas sua vida continuava vazia. Tendências suicidas, medo e solidão são apenas alguns fantasmas na vida de Marnie. Desde adolescente o drama fazia parte de sua vida.
E onde ela se consolava ? No álcool .
Claro que ela podia parar quando quisesse. Quem não sabia disso ? Nem preciso contar que Marnie choca cada vez que se entrega ao poder da bebida. Páginas e páginas de uma dor tão intensa que é possível sentir o cheiro da bebida acompanhada pelo fracasso da força de vontade . Na história de Marnie vemos uma mulher entregue ao vício que esconde uma grande dor do passado.



Grace ao contrário da sua irmã gêmea Marnie, era destemida e independente. Duas coisas eram importantes na sua vida : Damien, seu marido e o cigarro, seu vício.
O vício pela nicotina é tão detalhado na história de Grace que mesmo odiando cigarros como eu odeio eu quase tive pena dela e me peguei pensando :fuma um só rsrsrs
Grace e Damien juntamente o resto da família de fumantes fizeram um pacto para tentar salvar uma tia do câncer.
A companhia de Damien era para Grace algo raro.
Os dois eram repórteres, inteligentes e dotados de um humor quase negro. Conhece aquele casal que ri junto e um termina as frases pro outro ? Esses dois eram mais ou menos assim.
Grace profunda admiradora dos romances policiais da Val Mcdermid, usando seu senso nato de repórter, é peça fundamental para unir mulheres e desbancar o político mais badalado da Irlanda.


E o que elas tem em comum ? Só posso adiantar que se separadas elas já davam trabalho, juntas elas movem montanhas.

Marian Keys em Cheio de Charme nos mostra em 784 páginas como uma mulher pode sofrer de vício, de amor, de coração partido e de abusos, mas também causa grande euforia quando nos mostra o poder das mulheres unidas em prol de uma grande causa.

O livro em uma palavra: arrebatador

Como quem lê faz seu filme, eu amei o Paddy e alternei muito facilmente para o asco e a raiva. E pensar que existem muitos Paddys soltos por aí ...
Certamente esse é um livro que nos mostra a dura realidade de mulheres que sofrem algum tipo de abuso. O vício tanto de álcool como de cigarro também são muito bem colocados na trama. Então pra mim esse livro é sem dúvida nenhuma, um sinal de alerta para muitas mulheres.
Fica um destaque especial para o Bingo, cachorro dos pais de Grace e Marnie. O bichinho merecia uma medalha de honra ao mérito pelo entusiasmo. Ele não é brasileiro mas não desiste nunca. Nesse caso, a razão de sua obsessão era a liberdade. rsrsrs

Uma leitura muito agradável capaz de te levar das lágrimas ao riso brincando.


Recomendadíssimo !

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO