28

Sou Louca Por Você

Sou Louca Por Você
Federica Bosco
Editora Bertrand

" No fundo, embora eu me lamente, estou bem assim, no limbo da adolescência, que me protege de me tornar adulta, e , inconscientemente, faço de tudo para estragar os potenciais casos sérios por medo de assumir responsabilidades em relação a alguém que não seja eu mesma.
No fundo, faz 31 anos que vivo comigo, e não é pouco...é uma relação séria "

Mônica, uma italiana que queria ser escritora veio para Nova York tentar se dar bem. Morando com uma cantora e um gay animadíssimo, descobriu que o sonho americano estava um pouco longe de acontecer.

Mônica tinha certeza que David era o amor da sua vida. Ele não concordava mas ela era a mulher certa pra ele. Detalhe: David era noivo havia dez anos e supostamente queria terminar o noivado e não conseguia e blá, blá, blá .

Já viram esse filme ? Pois é, eu também !

David enfim, resolve se casar e Mônica surta de vez. Liga 300 vezes ao dia, inventa que foi atropelada por uma carreta e que estavam amputando a sua perna, enfim , tenta desesperadamente recuperar o suposto homem da sua vida. Não adianta A C A B O U !

O que não tem remédio, remediado está.
Mônica resolve fazer um passeio de barco com amigos e acaba percebendo que eles queriam na verdade apresentar um suposto candidato. Jeremy era bonito e encantador. Tão romântico... diz que guardou todos os fios do cabelo de Mônica que caíram no carro e dormiu com a blusa que usava no encontro só para sentir o cheiro dela.
Gente, Jeremy era a versão masculina de Atração Fatal. Daqueles de deixar recados em muro e tudo.
Mônica cai na real e percebe como é horrível ser sufocada por quem não se ama.

Sua sorte estava justamente nos amigos Sandra e Mark. Os três naquele apartamento se completavam e cada um a sua maneira, cuidava do outro. Sandra sempre cantando e lendo mãos, borras de café e auras. Mark, preocupado em encontrar o grande amor da sua vida e claro uma roupa que justificasse a ocasião.
No apartamento de Mônica a mesmice passou longe. Todo dia era um grande acontecimento.


Mas Mônica precisava amadurecer. Precisava cumprir a sua meta. Afinal o que ela pretendia quando saiu da Itália rumo a Nova York ? Foco, era isso que ela precisava. Tudo dava tão errado na sua vida que para falar a verdade, ela não estava preparada para a felicidade.

Nesse ponto da sua vida ela conhece Edgar, um inglês bem de vida, bonito charmoso e nada mais nada menos que dono de uma editora bem conceituada. Como tudo sempre vem com um porém imenso na vida de Mônica, ela acredita ainda mais naquele ditado : Bom demais para ser verdade.

Ahhh e pra quem ficou curioso sobre o que aconteceu com David, o noivo indeciso, só posso dizer que teve o que merecia.

Federica Bosco em seu livro de estréia, nos mostra como a tragédia pode ser cômica. Com uma escrita simples, engraçada e envolvente, o leitor se encanta com Mônica e sua extravagância.


O livro em uma palavra: hilário

Como quem lê faz seu filme, eu me diverti muito com Mônica e seus amigos. A sessão de histórias de terror onde os três acabam dormindo juntos e mortos de medo foi hilária. Um livro que mostra que amar demais pode ser engraçado.

Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO