26

Querido John - Nicholas Sparks


Querido John
Nicholas Sparks

Editora Novo Conceito


"Uma paixão interrompida pelo tempo e pela distância."

John Tyree é um jovem criado pelo pai, o qual, é um colecionador apaixonado de moedas antigas. A paixão pelas moedas, durante muito tempo, foi o único tema nas conversas de John e seu introspectivo pai. Houve um tempo em que conversas sobre moedas não mais lhe traziam boas recordações. Ao contrário, o faziam lembrar o quanto o relacionamento com seu pai era decadente e frio.
Depois de se revoltar contra tudo e contra todos, John se alista para o exército americano como uma espécie de fuga.


Em missões na Macedonia e Kosovo, John aprendeu a obedecer e ter responsabilidade tornando verdade um velho clichê : Partiu menino e voltou homem.

Três anos após seu alistamento, John vem para casa buscar um pouco de descanso. O mar oferecia a John a paz necessária para ouvir os próprios pensamentos.
Duas semanas apenas. Esse era seu tempo para descansar e ficar um pouco mais com seu pai.
John só não contava que conheceria Savannah Lyn Curtis, uma universitária caridosa, religiosa e cheia de sonhos nascida nas montanhas de Lenoir.
Savannah, logo de início, mexe com John. A simplicidade, a maturidade e também a beleza física deixam John praticamente anestesiado.

Duas semanas foram suficientes para se apaixonarem perdidamente. Acaso ou destino ?
John e Savannah, naquele momento, estavam cheios de amor e cheios de certezas em relação ao futuro. Mas John, ainda assim, deveria voltar para o exército e terminar seu alistamento militar.

A força do amor e o peso da saudade te envolvem completamente através das cartas que Savannah escreve durante o período de ausência de John.
Nem o mais apavorante livro de Stephen King conseguia tirar Savannah dos pensamentos de John. Sim, porque John adora os livros de King.

A partir desse ponto, Nicholas Sparks ao inserir o atentado de 11 de setembro e os horrores da guerra na história de John e Savannah, nos mostra como é a vida dos soldados: solidão, fantasmas de guerra e muita tristeza. É impossível não perceber como a saudade pode nos tirar as certezas. A vida é feita de escolhas e John teve que fazer a sua.


O livro em uma palavra: envolvente.

Como quem lê faz seu filme, eu me vi completamente envolvida nessa história. O relacionamento familiar de John me fez reavaliar minha rebeldia sem causa e até mesmo entender muita coisa. O que ficou ? Cada um tem seu jeito de amar.
O amor de John e Savannah, sem dúvida, garante cenas lindas onde eu confesso que torcia para John ser menos cavalheiro e mais atirado. Sim, porque ele é um exemplo de retidão e cavalheirismo.
Conhecer a vida no Iraque através de Nicholas Sparks me fez sentir o cheiro do sangue, o medo e o gosto da areia na boca. É muito real e o coração dispara.

E, por fim, ficou a certeza : Leia e se emocione com a história onde nada apaga o verdadeiro amor !

E para você se emocionar ainda mais, confira :

Site do livro: http://www.queridojohnolivro.com.br/



Postar um comentário

Posts Recentes

© Quem Lê faz seu Filme - Blogger Template by EMPORIUM DIGITAL

TOPO